Laboratório de Diversidade & Conservação

Departamento de Ecologia e Zoologia | Universidade Federal de Santa Catarina


Qual o nosso nicho?

Nosso objetivo é compreender a diversidade biológica da melhor forma possível para poder dar suporte a esforços de conservação com as melhores informações possíveis. Para isso, trabalhamos no nível de comunidades e ecossistemas, visando a entender porque existem mais espécies em certos lugares do que em outros. Mas também exploramos outros aspectos da diversidade biológica como a diversidade filogenética e funcional para poder entender melhor como diferenças de diversidade podem resultar de processos evolutivos e ecológicos e, por outro lado, influenciar o funcionamento ecossistêmico.

O que ainda precisamos saber sobre a biodiversidade?

Existem diversas lacunas sobre a conservação da biodiversidade. Hortal et al. (2015) listam pelo menos sete lacunas que passam pelo conhecimento incipiente de quais espécies existem, onde ocorrem, quais funções ecológicas desempenham, com quem são aparentadas, e com quais outras espécies interagem.

Além disso, os estudos sobre a biodiversidade vêm sendo importantes fomentadores do desenvolvimento de formas de medi-la de forma cada vez mais adequada aos desafios relacionados às incertezas relativas a amostragens incompletas e diferentes dimensões (taxonômicas, filogenéticas e funcionais) da diversidade biológica.

No vídeo abaixo, o Prof. Eduardo fala um pouco mais sobre os desafios teóricos para a conservação (palestra apresentada na XXI Semana da Biologia da UFSC, em 2021).

Como promover a conservação da biodiversidade?

A conservação da diversidade depende de trabalhos teóricos e empíricos visando o mapeamento / priorização de áreas, mas especialmente de ações que levem a conservação para a prática.

Por um lado, já temos informações suficientes para garantir que a conservação deve ser realizada por motivos éticos e porque a diversidade garante o bem-estar humano. Por outro lado, ainda não estamos implementando estratégias de conservação que garantam a proteção do maior número de espécies possível. Existem muitos conflitos nas demandas de diferentes setores e a conservação biológica frequentemente precisa lidar com muitos interesses para poder se tornar efetiva.


div&con na midia! Confira abaixo:

Manejo dos campos de altitude

Estudo demonstra importância do manejo com fogo nos campos de altitude. Matéria na Agência de comunicação da UFSC.

Estudo aponta papel facilitador das araucárias na expansão das florestas e importância dos proprietários locais. Matéria na Agência de comunicação da UFSC.

Melanismo em felinos...

Is being a black panther beneficial? It depends. Matéria no National Geographic.

Image of the Day: Black Cats. Matéria no TheScientist.

Why Are Black Leopards So Rare? Matéria no Smithsonian Magazine.

Manejo de espécies exóticas invasoras

Caçadores de pínus: O combate a uma espécie invasora. Matéria na Revista Piauí.


Flora Digital do RS e SC.


O projeto Flora Digital é uma coleção de imagens de plantas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, estados localizados no sul do Brasil. O acervo é um projeto de extensão do laboratório.


 

Acessos a esta página